Uma Justa Homenagem a Castro Alves

Em 1902 Euclydes da Cunha publicou “Os Sertões”, magnífica obra literária que descreve a geografia, o homem e a Guerra de Canudos

(Lincoln Pinheiro Costa)
 
Quando morei na Bahia, tive a oportunidade de conhecer aquele cenário: em uma longa viagem por estrada de terra entre a cidade de Euclydes da Cunha e as margens do lago formado pelo represamento do Vaza Barris, vi, ao vivo, a paisagem descrita em “Os Sertões”: a caatinga, caveiras de vacas mortas na beira da estrada, um sol abrasador.

Mas vi também ilhas de prosperidade: fazendas com sedes cinematográficas, com piscinas e pick ups, e verdes plantações de sisal, comprovando que o Nordeste é viável com terra, água e crédito, pois ali vive um povo cheio de fibra, desde que seus antepassados foram massacrados defendendo o Beato.

Nesse estado nordestino cheio de contrastes nasceu Antônio Frederico de Castro Alves, o “poeta dos escravos”, um baluarte na luta pela abolição.

Castro Alves foi estudar na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, as famosas Arcadas, por onde passaram diversos ícones da literatura brasileira, tais como Álvares de Azevedo, Fagundes Varela, Monteiro Lobato, Osvald de Andrade, Lygia Fagundes Teles e outros.

Em 1907 o Centro Acadêmico XI de Agosto convidou o já consagrado escritor Euclydes da Cunha para proferir uma palestra na Faculdade, com entrada paga, visando arrecadar fundos para a construção de uma herma – espécie de busto   – de Castro Alves no Largo de São Francisco.

A quantia arrecadada não foi o suficiente e o projeto não saiu do papel.

Neste ano, por iniciativa da Associação dos Antigos Alunos da Faculdade de Direito, www.arcadas.org.br, e do Centro Acadêmico XI de Agosto, www.xideagosto.org.br, será lançado o livro “Castro Alves e seu Tempo”, em parceria com a editora Lettera.doc, www.letteradoc.com.br.

Com os recursos da venda do livro será finalmente esculpida e instalada a herma de Castro Alves naquele famoso e histórico chão do Largo de São Francisco.

Quem desejar se somar a esta justa homenagem poderá adquirir um exemplar do livro através do sitewww.hermasdospoetas.com.br.

O livro conterá a íntegra da palestra que Euclydes da Cunha proferiu em 1907, além de fotos, documentos e uma seleta de poemas de Castro Alves e Euclydes da Cunha.

Com todo respeito pelos demais poetas brasileiros, Castro Alves foi o que mais influenciou as diversas gerações e um de seus versos, do poema “Quem dá aos Pobres Empresta a Deus”, sempre foi minha inspiração: “… sou pequeno, mas só fito os Andes”.

Imprimir   Email